Veja a situação da epidemia do coronavírus

Brasil + 19 Países
Selecione o gráfico
Selecione o eixo do x
Selecione os países
Países selecionados
Brasil, Estados e Regiões
Selecione o gráfico
Selecione o eixo do x
Selecione os Estados/Região
Estados selecionados
Ministério da Saúde até 07/06/2020 e Conselho Nacional de Secretários de Saúde a partir de 08/06/2020
Ministério da Saúde até 07/06/2020 e Conselho Nacional de Secretários de Saúde a partir de 08/06/2020
Ministério da Saúde até 07/06/2020 e Conselho Nacional de Secretários de Saúde a partir de 08/06/2020
Ministério da Saúde até 07/06/2020 e Conselho Nacional de Secretários de Saúde a partir de 08/06/2020
Ministério da Saúde até 07/06/2020 e Conselho Nacional de Secretários de Saúde a partir de 08/06/2020
Ministério da Saúde até 07/06/2020 e Conselho Nacional de Secretários de Saúde a partir de 08/06/2020
Ministério da Saúde até 07/06/2020 e Conselho Nacional de Secretários de Saúde a partir de 08/06/2020
Ministério da Saúde até 07/06/2020 e Conselho Nacional de Secretários de Saúde a partir de 08/06/2020
RS, Municípios +100.000hab e 3ª Coordenadoria Regional de Saúde - Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul
Selecione o gráfico
Selecione o eixo do x
Selecione as cidades
Cidades selecionadas
Nota das Editoras:

Os números de casos e óbitos confirmados são afetados pela capacidade diagnóstica e de notificação, especialmente disponibilidade e capacidade de análise de testes. Esta capacidade varia entre países e em diferentes momentos da epidemia. Neste momento, no Brasil, a maior parte dos casos confirmados refere-se a casos que foram hospitalizados.

Escolha o tipo de gráfico:
  • Os gráficos de Casos e Óbitos Acumulados por Coronavírus são úteis para avaliar o potencial impacto sobre os serviços de saúde.
  • Os gráficos de Casos e Óbitos Novos são úteis para avaliar a velocidade de evolução da epidemia.
  • Os gráficos de taxas, ou seja, que informam casos e óbitos por milhão de habitantes, são úteis para comparar países, estados, municípios, uma vez que, levam em conta o tamanho da população.
Escolha o eixo do x:
  • A opção número de dias desde o 50º caso/1º óbito permitem a comparação entre países, estados, municípios, em um mesmo momento do surto.
  • A opção data permite examinar a situação em datas específicas.
  • A opção semana epidemiológica permite “normalizar” as curvas facilitando a observação de padrões.
Escolha os países que quer comparar:
  • Os gráficos de Casos e Óbitos Novos são melhor visualizados com até 4 seleções.
Créditos:
Editoras:Anaclaudia Gastal Fassa, epidemiologista, Professora Titular do Departamento de Medicina Social da UFPel
Elaine Tomasi, epidemiologista, Professora Associada do Departamento de Medicina Social da UFPel
Marciane Kessler. Doutorado (2020) Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGEnf) na Universidade Federal de Pelotas
Programadores: Alessander Osório e Vanderson Oliveira da Silva
Webdesigners: Bruna das Neves e Carlos Eduardo Rochedo da Silva
Administrador de redes e sistemas: Tiago Al-Alam
Como citar:
  • FASSA, Anaclaudia Gastal; TOMASI, Elaine; KESSLER, Marciane. Evolução da epidemia de coronavírus em gráficos. Pelotas: UFPel, 2020. Disponível em: https://dms-p2k.ufpel.edu.br/corona/. Acesso em: “dia, mês abreviado e ano da citação”.